sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Vida e Obra de Galileu

                                                                 Vida e Obra      
                                  
                                        Galileu: um dos maiores astrônomos da história

                                                   GALILEI , GALILEU ( 1564 - 1642 )
    Quem foi  Grande Físico, Matemático e Astrônomo, Galileu Galilei nasceu na Itália na cidade de Pisa em 15 de Fevereiro de 1564, mesmo ano da morte do pintor e escultor  Michelangelo e do nascimento do dramaturgo William Shakespeare. Filho de Vicenzo Galilei, músico, desde cedo, demonstrou ser bom estudante. Sua família mudou-se para Florença em 1574 e Galileu foi educado pelos  monges  do  mosteiro de Camaldolese, em uma cidade vizinha. Em 1581, com apenas 17 anos de idade, Galileu começou a estudar Medicina na Universidade de Pisa. Seu interesse pela Medicina nunca evoluiu. Porém era grande seu interesse pela Física e matemática. Finalmente, em 1585, Galileu abandonou a Medicina.. Foi o criador do método experimental e da dinâmica . Fez estudos importantíssimos sobre o movimento dos graves e descobriu a lei do isocronismo do pêndulo . Ensinou matemática em Pisa e em Pádua e frequentou a corte de Cosimo II de Médicis , como "filósofo" . Construiu o primeiro óculo e com isso efectuou extraordinárias descobertas de astronomia , enter as quais os satélites de Júpiter ( planetas Médicis ) , as fases de Vénus , os mares da Lua , as manchas do Sol . Defendeu as teorias de Copérnico , pelo que incorreu na perseguição do Santo Ofício , defensor do sistema ptolomaico . Teve um primeiro processo e foi proibido de continuar a defender o sistema copernicano . Mas não obedeceu e assim teve novo processo. Embora muito doente , foi obrigado a deslocar-se a Roma e condenado ao cárcere. . A pena foi depois comutada em residência fixa , em Arcetri  perto de Florença .  Continuou a trabalhar  apesar de ter ficado cego , assistido por muitos alunos  entre os quais Evangelista Torricelli . GALILEI , GALILEU e Teoria de Copérnico  A partir daí deu várias palestras na Academia de Florença por alguns anos. Fez também experimentos utilizando bolas, barcos de brinquedo, pêndulos e outros objetos, observando como eles caíam, flutuavam e oscilavam. Media e marcava o tempo de seus movimentos, e tentava imaginar explicações matemáticas para eles.         Em 1533, o matemático e astrônomo polonês Nicolau Copérnico publicara sua grande obra - Sobre as Revoluções dos Corpos Celestes - defendendo a teoria de que a Terra se move em torno do Sol e não o contrário. Essa teoria seria defendida e desenvolvida por Galileu e seu contemporâneo Johannes Kepler, que descreveu a trajetória elíptica dos planetas. A síntese desse trabalho foi a Teoria da Gravitação Universal, formulada pelo físico inglês Isaac Newton que por coincidência nasceu em 1642, o mesmo ano em que Galileu morreu. Por ter afirmado que a Terra se move em torno do Sol, Galileu , um dos gênios da revolução científica do  século  17, foi preso e obrigado à uma retratação humilhante.Aos 17 anos, assistindo à uma cerimônia na catedral de Pisa, observou um lustre que oscilava no teto. Controlando o tempo pelos seus próprios batimentos cardíacos, verificou que o intervalo entre cada oscilação era sempre o mesmo, não importando a amplitude do movimento. Repetiu a experiência mais tarde, e sugeriu que essa característica do pêndulo poderia tornar os relógios mais precisos. Galileu, ao abandonar a Faculdade de Medicina, foi lecionar em Florença. Durante os quatro anos em que trabalhou ali, publicou um trabalho em que descrevia a balança hidrostática, uma invenção sua. Graças a esse trabalho, tornou-se aos 25 anos, professor de Matemática, e foi lecionar na Universidade de Pisa.  Em Pádua, onde viveu dezoito anos - de 1592 a 1610 - lecionando matemática, já estava convencido do acerto das teorias de Copérnico sobre a movimentação dos astros, mas em suas aulas continuava a ensinar que a Terra era o centro do Universo, e em torno dela giravam planetas e estrelas. Não tinha medo da Inquisição ainda, pois nessa época a Igreja não dava importância ao assunto. Conforme confessou numa carta escrita à Kepler, datada de   1597, temia ser ridicularizado. E tinha razão. A imobilidade da Terra não era apenas uma teoria defendida pela tradição da escola de Aristóteles, mas sobretudo parecia perfeitamente de acordo com o senso comum.Qualquer pessoa pode observar, diariamente, que o Sol, a Lua e as estrelas se movimentam; no entanto, nada havia, na época, que pudesse mostrar o movimento da Terra, sugerido apenas teoricamente em complicados cálculos matemáticos. Aponta o telescópio para o céu.Por volta de 1600, surgiram os primeiros telescópios, na Holanda, e logo se espalharam por toda a Europa. Galileu construiu seu próprio telescópio sem nunca ter visto um. Bastou-lhe a descrição do instrumento que aparecera em Veneza. O grande mérito de Galileu foi apontar o seu telescópio para o céu. Descobriu, assim, tantas coisas novas que em poucos meses escreveu e publicou o Sidereus Nuncius (O Mensageiro das Estrelas), com apenas 24 páginas, mas rico em revelações. Relatou que a Lua não tem superfície lisa, mas está cheia de irregularidades, como a Terra. Percebeu que a Via Láctea não era constituída, como dizia Aristóteles, por "exalações celestiais", mas era um aglomerado de estrelas. Viu uma quantidade muito maior de estrelas do que era possível a olho nu. E descobriu, também, quatro satélites girando em torno de Júpiter.   Galileu observou as irregularidades na superfície da lua ao apontar seu telescópio para o céu. Não havia, ainda, nenhuma prova conclusiva do acerto do sistema heliocêntrico proposto por Copérnico. Mas ja ficava difícil admitir que a Terra era o centro do Universo, se havia corpos girando ao redor de Júpiter. E como acreditar no dogma de que as estrelas haviam sido criadas para deleite dos homens, se a maior parte delas era invisível a olho nu? Galileu e os Diálogos   Em 1632, Galileu publicou os Diálogos sobre os dois maiores sistemas do mundo - Ptolomeu e Copérnico. A obra reproduzia uma conversa entre três personagens: Salviati, que defende as teses de Copérnico; Sagredo, um observador neutro; e Simplicius, defensor de Aristóteles e Ptolomeu.Salviati é sempre brilhante, Sagredo logo abandona a  imparcialidade e passa a apoiá-lo com entusiasmo e Simplicius é pouco mais que um idiota, ridicularizado do princípio ao fim. Os Diálogos acabaram proibidos, Galileu foi interrogado diversas vezes, e mesmo sob ameaça de tortura, não confessou que acreditava mesmo no que dizia Copérnico. Galileu não confessou, e recebeu a sentença: os Diálogos ficaram proibidos, Galileu obrigado a negar a prisão domiciliar. Não se pode dizer que fora maltratado materialmente. Sua prisão era um apartamento de cinco aposentos, com janelas dando para os jardins do Vaticano, criado particular e mordomo para cuidar das refeições e do vinho. Seus  últimos anos de vida, na companhia dos discípulos Torricelli e Vicenzo Viviani, foram dos mais produtivos. Em 1636 terminou Diálogos relativos à duas novas ciências, obra na qual retoma, de forma ordenada, observações sobre dinâmica que fora acumulando durante toda a vida. Em 8 de Janeiro de 1642, Galileu morreu. Foi enterrado na Capela de Santa Croce, em Florença.Dante e Tasso. Ainda nesta fase, fez a descoberta da lei dos corpos e enunciou o princípio da Inércia. Foi um dos principais representantes do Renascimento Científico dos séculos XVI e XVII.   Descobertas, idéias e estudos  Galileu foi o primeiro a contestar as afirmações de Aristóteles, que, até aquele momento, havia sido o único a fazer descobertas sobre a física. Neste período ele fez a balança hidrostática, que, posteriormente, deu origem ao relógio de pêndulo. A partir da informação da construção do primeiro telescópio, na Holanda, ele construiu a primeira luneta astronômica e, com ela, pôde observar a composição estelar da Via Látea, os satélites de Júpiter, as manchas do Sol e as fases de Vênus. Esses achados astronômicos foram relatados ao mundo através do livro Sidereus Nuntius (Mensageiro das Estrelas), em 1610. Foi através da observação das fases de Vênus, que Galileu passou a enxergar embasamento na visão de Copérnico (Heliocêntrico – O Sol como centro do Universo) e não na de Aristóteles, onde a Terra era vista como o centro do Universo.  Por sua visão heliocêntrica, o astrônomo italiano teve que ir a Roma em 1611, pois estava sendo acusado de herege. Condenado, foi obrigado a assinar um decreto do Tribunal da Inquisição, onde declarava que o sistema heliocêntrico era apenas uma hipótese. Contudo, em 1632, ele voltou a defender o sistema heliocêntrico e deu continuidade aos seus estudos.  Muitas idéias fundamentadas por Aristóteles foram colocadas em discussão por indagações de Galilei. Entre elas, a dos corpos leves e pesados caírem com velocidades diferentes. Segundo ele, os corpos leves e pesados caem com a mesma velocidade.  Em 1642, ele morreu cego e condenado pela Igreja Católica por suas convicções científicas. Teve suas obras censuradas e proibidas. Contudo, uma de suas obras (sobre mecânica) foi publicada mesmo com a proibição da Igreja, pois seu local de publicação foi em zona protestante, onde a interferência católica não tinha influência significativa. A mesma instituição que o condenou o absolveu muito tempo após a sua morte, em 1983. Em 1642, ele morreu cego e condenado pela Igreja Católica por suas convicções científicas. Teve suas obras censuradas e proibidas. Contudo, uma de suas obras (sobre mecânica) foi publicada mesmo com a proibição da Igreja, pois seu local de publicação foi em zona protestante, onde a interferência católica não tinha influência significativa. A mesma instituição que o condenouabsolveu muito tempo após a sua morte, em 1983.
Frases de Galileu Galilei: - " A Matemática é o alfabeto com que Deus escreveu o Universo." - "Meça o que é mensurável e torne mensurável o que não é." - " Todas as verdades são fáceis de entender, uma vez descobertas. O caso é descobri-las".
Galileu nasceu no final do século XVI, época de grandes conflitos religiosos na Europa, grandes expedições dos naturalistas e época das grandes navegações.Para ocorrerem essas navegações, era crucial o desenvolvimento de muitas técnicas que as facilitassem, assim, sendo possível realizar viagens de longa duração. Como no século XV os países europeus se sentiam incomodados pelo monopólio italiano das especiarias do oriente, necessitavam mais metais preciosos e tiveram a burguesia e seus reis aliados mediante as monarquias nacionais, as navegações estavam muito propensas a ocorrer, porém faltava o já anteriormente citado desenvolvimento técnico e científico. Esse acabou ocorrendo, fruto do Renascimento Cultural, onde o homem e a razão eram valorizados numa nova visão antropocêntrica do mundo.Essa nova forma de pensar foi favorecida pelo enfraquecimento da Igreja, que ocorreu devido à decadência do feudalismo, já que a Igreja era fortemente associada a esse sistema, imprimindo às pessoas o pensamento teocêntrico e também com a Reforma, que foi a criação de um segmento religioso por membros de dentro Igreja católica. Como o poderio da Igreja sobre a mentalidade religiosa das pessoas foi decaindo, perdeu-se o medo excessivo em desviar-se dos mandamentos da Igreja. Os pesquisadores passaram a afirmar que tudo o que existia tinha uma causa inteligível, e começaram a pesquisar essas causas, e constatando que, muitas vezes o porquê que se dava a alguns fatos, relacionando-os à Deus, estava errado, como os terremotos que, conforme a Igreja, aconteciam em decorrência da ira de Deus, e viu-se que eram apenas tremores da terra ocorridos por uma movimentação da terra. Nessa mesma linha de pensamento, houve o grande progresso técnico e científico que acabou por auxiliar em muito as navegações, através do desenvolvimento de vários instrumentos e técnicas de navegação.                             
    Principais obras escritas:

1597- Tratado da Esfera
1606- As operações do compasso geométrico e militar
1610- Sidereus Nuncius
1621- Il Saggiatore
1624- Começa a escrever os Diálogos sobre os dois máximos sistemas do mundo
1630- Termina de escrever os Diálogos
1634- Novas Ciências
       

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário